caracolperfumado@yahoo.co.uk

Dúzia

Pois bem, adosinda do meu coração, estas são as doze palavras de que me lembrei e que te direi minhas favoritas (a ordem por que aparecem foi cuidadosamente pensada para ser aleatória):
  • miúda — nome genérico das meninas de que gosto realmente;
  • castiça — um grande adjectivo, que vai bem em qualquer tipo de conversa;
  • calipígia — palavra de origem grega que caracteriza educadamente uma parte mais ou menos pudenda, quando na verdade falamos de um todo (de uma toda, para ser mais específico);
  • obnubilar — (fazer) esquecer em beleza;
  • beiços — sobretudo umedecidos (assim mesmo, sem h);
  • agremiação — a melhor maneira de designar um conjunto de indivíduos que se orgnizam com vista a alcançar objectivos comuns; a minha agremiação preferida é, como sabes, o SLB;
  • ventre — uma barriga clássica;
  • escrevinhar — escrever pelo prazer de ser o Cupido das palavras e nada mais;
  • conspícuo — palavra que me soa ao oposto do que significa; coisa que, por muito que tente, não consigo deixar de ser;
  • dentadinha — porque me sugere deleite tímido, volúpia recatada;
  • indulge — porque também de palavras estrangeiras se compõem as minhas preferências; porque se trata de um estranho false friend — quantas vezes usei eu "indulgência" com a semântica inglesa — e porque faço tudo isto to indulge you, my dear adosinda;
  • seio — porque sim; é melhor que pão.
Noutro dia, outras palavras seriam. Como sabes, a minha volatilidade não me permite o compromisso. Nem com tão desafectadas palavras...

2 comentários:

Anónimo disse...

ai, e se as padarias em vez de pão, distribuissem seios logo pela manha?

claudia disse...

assim como o seu h sumiu de úmido, o c de ato, por aqui levaram à ideia o acento e à sequência o trema... me parecem tão peladinhas essas palavras agora, pois não?

Enviar um comentário

caracolperfumado@yahoo.co.uk